Esta competição pedia a reabilitação e extensão da atual sede da Ordem dos Arquitetos na baixa de Lisboa. O briefing do programa previa a criação de novas salas de aula, um espaço de galeria multifuncional e um restaurante público. 

O restaurante encontra-se no canto oeste, voltado para a rua, entre as duas fachadas existentes, fachadas estas que se propõe a sua demolição e reconstrução num gesto simbólico de regeneração. O restante programa desdobra-se numa 'escultura' quase-Brutalista acima de um pátio coberto, que se apresenta como a fénix que renasce dos destroços (tal como a Lisboa Pombalina que, no pós-terramoto, foi reconstruída sobre si própria, anunciando inovação e uma nova identidade).


Concurso Edifício da Ordem dos Arquitetos
Lisboa, Portugal  Localização
  Edifício Público Categoria
Reabilitação + Extensão Tipo
2019 Ano
Concurso Cliente
  Conceito Fase